APRENDA A VENDER – E VOCÊ NUNCA VAI PASSAR FOME

''se você tiver adquirido a habilidade de vender, não vai faltar o feijão em sua mesa.'' (Gilclér Regina)

--------------------------------------------------------------------

Talvez você diga: “Não, vendas não é para mim”. Pois é, muita gente não consegue se imaginar trabalhando com vendas.
Os motivos são vários como achar que não nasceu para isto ou ter tido experiências ruins com outros vendedores.
Nós costumamos associar a figura do vendedor como aquele cara chato, intruso, que está tentando tirar o nosso dinheiro a qualquer custo.
Você também cresceu ouvindo que fulano não deu certo em nada então foi ser vendedor, como se fosse a pior das profissões humanas.
E você ainda vai dizer que já tem uma profissão definida, seja engenheiro, arquiteto, advogado, instrutor de voo, educador físico ou o que for e que vender não é a sua praia.
Conheço pessoas que se apavoram ou tem urticárias só de entrar numa loja e serem abordadas pelos vendedores, entendendo que o outro está invadindo o seu espaço.
Mas espere aí, vamos refletir: Lembro-me de uma palestra que fiz por muito tempo intitulada: “Somos todos vendedores”.
Como isso funciona? Então vamos lá. Como você pede um aumento de salário? Vendendo! Como um advogado defende o seu cliente? Vendendo! Como um líder ou gestor aponta para a resolução de um problema? Vendendo! Como você decide uma compra com o seu cônjuge? Vendendo seu ponto de vista, não é mesmo?
Percebe que tudo passa por vendas e relacionamento? Sim, mesmo em tempos de inteligência artificial, robótica, sistemas...
Ah, percebe que o culpado antes era o mordomo? Agora é o sistema. Lá vem ele, o sistema caiu. Mas é assim que funciona hoje. E o que define a diferença é a habilidade de relacionar-se com pessoas, mesmo convivendo com máquinas.
Pessoas que vendem, que trabalham vendendo, nunca terão problemas de desemprego e sobrevivência.
Quantos vendedores nós conhecemos que saíram da rua vendendo alguma coisa para alguém e ficaram milionários, quando não bilionários. Leia-se aqui, como exemplo, o ex-camelô Senor Abravanel, que todos conhecemos como Silvio Santos, que aprendeu a profissão de vender na rua observando outro camelô na avenida Rio Branco no Rio de Janeiro.
Particularmente tenho muito orgulho, dentro de minhas quase cinco mil palestras, ter trabalhado para algumas empresas deste ícone brasileiro e mundial.
Você aprende a vender falando ou ficando calado. Isso depende do seu ritmo e sobretudo de sua vontade, que nós também chamamos de motivação.
Mas uma coisa eu te garanto, que em muitas profissões, mesmo aquelas reconhecidas pelo mercado, você terá problemas, seja de desemprego, crise, mercado em baixa ou até a profissão deixar de existir e ainda em outras multi situações que possam ocorrer, mas, se você tiver adquirido a habilidade de vender, não vai faltar o feijão em sua mesa.
Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!